07 outubro, 2007

" Sê " Plabo Neruda

Mesmo que te atirem pedras, em vez de rosas
Mesmo que te cravem palavras, em vez de gratidão
Mesmo que o pensamento persista e que a vida pareço uma desilusão
mesmo que não te julgues nada... " SÊ "

" Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina,
Sê um arbusto no vale mas sê
O melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva
E dá alegria a algum caminho.

Se não puderes ser uma estrada,
Sê apenas uma senda,Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas "

1 comentário:

Cor de Mel disse...

Fantástico este texto!!!
Obrigada por o partilhares connosco, pois assim, por momentos, reflecte-se um pouco e dá-se valor a coisas realmente importantes, ainda que seja só... enquanto o lemos...
Beijinhos, Lia.